Posto de saúde ‘fake’ abre só às 7h30 e pacientes esperam do lado de fora

  • Por Henrique Rabadan
  • 01/09/2023 14:08
Posto de saúde ‘fake’ abre só às 7h30 e pacientes esperam do lado de fora Sem abrigo, população aguarda abertura de postinho 'fake' na calçada; sem opção, mães sentam no chão (FOTO: HORAH/Reprodução)
Crédito:

O posto de saúde do Residencial Frei Galvão, zona norte de Jaú, abre as portas só às 7h30, três vezes por semana, deixando do lado de fora os pacientes que procuram por atendimento médico. O novo horário está em vigor desde o dia 22 de maio, conforme comunicado feito pela própria Secretaria da Saúde no site da Prefeitura. Improvisado no salão de uma igreja, o posto não possui nenhum abrigo para as pessoas que aguardam na fila.

Essa situação foi flagrada novamente nesta 6.a feira (1.o/9) pela própria população do bairro e encaminhada ao HORAH às 7h23. Havia mães com crianças de colo sentadas no chão à espera da abertura do posto; algumas delas disseram que chegaram ao local entre 6h e 6h30 para “conseguir atendimento”. Quando o posto finalmente abre, os funcionários da Saúde ainda precisam “ajeitar o local” com bancos, cadeiras e mesas da igreja para improvisar um postinho de saúde antes de começar o atendimento da população.

No site da Prefeitura há uma nota comunicando que o novo horário das 7h30 “tem objetivo de proporcionar maior conforto à população”, principalmente no Inverno. O atendimento acontece às segundas, quartas e sextas-feiras, mas nem sempre há médicos disponíveis, especialmente pediatras. expectativa é que essa situação do posto ‘fake’ seja resolvida com a construção de uma unidade de saúde pelo empresário Ailton Caseiro, que “está doando a área, fazendo a obra e vai entregar as chaves na mão da prefeitura”, segundo informou o vereador Tito Coló (PSDB) ao anunciar ‘esse presente para a cidade’.