Suspeitos de assalto em rodovia e de manter adolescente refém são presos

  • Por Henrique Rabadan
  • 06/11/2023 11:15
Suspeitos de assalto em rodovia e de manter adolescente refém são presos Dois dos criminosos foram capturados só na tarde do sábado, escondidos em um sítio de Gália (FOTO: Divulgação/Polícia Civil)
Crédito:

A polícia conseguiu prender três homens suspeitos de assaltar quatro amigos que estavam em um carro, retornando de um evento em Bauru, e de manter um adolescente refém. O caso foi registrado na rodovia Bauru-Marília (SP-294) na madrugada do sábado (4), ocasião também em que o motorista de outro veículo que passava pelo local foi esfaqueado pelos bandidos.

O grupo de amigos trafegava pela rodovia quando deu de frente com um carro na contramão; na alça de acesso à rodovia que vai para Duartina, o veículo deu meia volta e passou a seguir os quatro rapazes, chegando a bater contra o carro em que estavam. A perseguição se deu até que os amigos entraram em uma estrada de terra na tentativa de fugir dos criminosos.

Três deles saíram do carro para se esconder no mato existente nas margens da estrada, quando o adolescente acabou capturado pelos bandidos, que voltaram para a rodovia e passaram a colidir contra a traseira de uma caminhonete. Quando o condutor parou, foi esfaqueado por um dos criminosos, mas mesmo ferido no braço acelerou e buscou socorro na base de apoio da concessionária responsável pela rodovia, sendo levado para unidade de saúde em Garça.

Os bandidos ainda seguiram com o adolescente no carro até o acesso a Gália; enquanto discutiam a possibilidade de incendiar o veículo, o rapaz tentou fugir, mas foi atingido por um soco; só momentos depois ele correu e se escondeu no mato. A polícia foi comunicada após isso e ainda na madrugada conseguiu encontrar o carro usado pelos criminosos, prendendo um deles, de 44 anos; no sábado à tarde, a PM encontrou os outros dois bandidos, de 25 e 20 anos, escondidos em um sítio, encaminhando-os para a Polícia Civil, que está encarregada de fazer as investigações.

(c/ informações Redação e G1)